Dra. Carmem Zanusso

por Revista Angel

Psicóloga e Terapeuta de Práticas Integrativas e Complementares, Carmem Zanusso é pós-graduada em Gestão e Aplicação de Terapias Energéticas Vibracionais, Física Quântica, Florais, Aromaterapia, Fitoterapia e Radiestesia. Cursou Aperfeiçoamento em Psicologia Junguiana pela PUC-SP e é Mestre pela FAMERP e, com mais de 20 anos de carreira, atende seu público em sua clínica própria. “Também sou Instrutora de Meditação Mindfulness, Instrutora Internacional do curso de Florais de Bach, pela Healingherbs Inglaterra, e Certificadora dos cursos básico, avançado e digging de Thetahealing”.

“A área de Práticas Integrativas e Complementares (PIC’s) ainda é pouco reconhecida, apesar de ser Política Pública desde 2006. Mas sinto que as pessoas têm buscado uma vida mais saudável e natural, como consequência, a procura pela meditação, remédios naturais e outras práticas aumentaram muito. Centros acadêmicos importantes, como o da USP, possuem um núcleo de PIC’s, Pós graduação, Mestrado e Doutorado em Florais, Aromaterapia, Musicoterapia e muito mais. Isso significa que são eficazes, podem prevenir doenças e promover maior bem-estar”.

Carmem é prova de que as terapias funcionam e tomou gosto justamente após ter uma experiência positiva. “Tinha crises de dor de garganta de repetição, mas os tratamentos não tinham sucesso. Em 1996, fui para Inglaterra estudar e cheguei lá com uma crise. A dona da casa onde me hospedei ofereceu um vidro de florais e disse que trataria as emoções que causavam as crises. Confesso que não entendi nada na época e tomei por educação, mas o fato é que eu tinha 26 anos e, hoje aos 49, nunca mais tive dor de garganta, febre ou algo do gênero. Na época, era professora de inglês, mas assim que retornei ao Brasil, iniciei meus estudos nessa área e não parei mais”.

“Meu diferencial é a forma como atendo o paciente e coloco à sua disposição uma mescla de terapias como florais, meditação Mindfulness, exercícios de Física Quântica e, é claro, meus conhecimentos sobre Psicologia e Filosofia. A união de práticas forma um conjunto robusto para criar a melhor versão do paciente. E permite que tenha meu próprio método de trabalho para despertar a consciência de uma nova realidade, cada vez mais saudável e significativamente feliz. Nunca fui de projetar o futuro, mas desde que descobri minha missão de vida, que é colaborar para que o próximo construa a melhor versão de si mesmo, invisto meu tempo em estudar e me aperfeiçoar para encontrar caminhos cada vez mais saudáveis e facilitar esse processo”.

créditos
fotografia: deivid murad
cabelo e maquiagem: cLUBE DA ESCOVA

O que achou? Participe. Deixe seu comentário.