Empreendedorismo na pandemia

Infelizmente as previsões apontam para uma crise longa e profunda para o mundo todo com desdobramentos ainda imprevisíveis. Certamente trará inúmeras dificuldades para os empreendedores brasileiros que já sofrem com a queda do PIB, o aumento da inflação e a desvalorização da moeda, mas sempre há oportunidades em meio a crise.

Se for tratado da forma correta, um momento como este traz oportunidades para a empresa se fortalecer, se reestruturar e se reposicionar, inclusive à frente da concorrência, quando a economia voltar a crescer, pois é cíclica. Sempre haverá oportunidades para os empreendedores que estiverem prontos.

O evento da pandemia deixa para todos todos os setores e atividades um aprendizado enorme, pois em momentos de crise e insegurança quanto ao futuro e com a dificuldade de planejamento, até mesmo a curto prazo, a única via de manutenção dos negócios e evolução do mercado é fazer uma leitura das possibilidades de retomada que existem, aderir a ferramentas digitais, enxugamento da estrutura física, otimizar a cadeia produtiva, analisar o público alvo, diminuir custos e avaliar diariamente o rumo da economia e as novas tendências.

Inclusive não ter receio de mudar totalmente de área de atuação caso não seja possível retomar a anterior. Ações coletivas e de cooperação entre as empresas também considero uma via para viabilizar um futuro das empresas no pós pandemia.

Deise Costa, 46

Arquiteta em Deise Costa Arquitetura e Urbanismo

créditos
fotografia: LEANDRO AUGUSTO
0 FacebookTwitterLinkedinWhatsappTelegramEmail

A pandemia quando chegou foi um choque para todos nós. Algo novo e nos sentimos à deriva, como um belo iate, lotado de gente importante, cheio de suprimentos, porém com os motores desligados. Mas quando você leva para o mercado aquilo que ele necessita… essa é a fórmula do sucesso.

Na minha área de atuação que são grandes feiras de negócios, a procura aumentou e devemos fechar o ano com grande perspectiva para 2021. Minha dica para todo momento de turbulência, não apenas hoje com a questão da economia, mas por várias vezes que tivemos momentos desafiadores no Brasil, é resiliência e muita humildade em todas as tratativas e sempre atento as suas decisões, afinal os números não mentem.

A sugestão é simples para a superação dos nossos obstáculos: inovar, criar uma competividade saudável e além de tudo cumprir com os seus compromissos e valorizar seus colaboradores. Uma equipe motivada traz resultados para a sua inovação. O brasileiro é um povo sem planejamento, porém estamos aprendendo a não mais agir por impulso e isso é muito bom.

Quando estamos em crise, temos que olhar por um outro ângulo: este é o momento de oportunidade. A saída é levar para o mercado aquilo que ele necessita, seja em produtos, prestações de serviços ou qualquer outra atividade de negócios.

Dil Grande

Empresário no setor de eventos empresariais

0 FacebookTwitterLinkedinWhatsappTelegramEmail

Minha empresa oferece cursos de comunicação com turmas presenciais de 12 pessoas. Assim como várias empresas do ramo de educação, devido a pandemia, tivemos que parar 100% de nossas atividades presenciais desde o final de março.

Como estratégia e readaptação dos negócios, nós reativamos um projeto que estava parado. Desenvolvemos um curso online para ajudar outros empreendedores e profissionais de diversas áreas a utilizarem a comunicação para fazer networking e utilizar o potencial de sua rede de contatos da melhor maneira possível. Além disto, adaptamos o nosso curso presencial para o formato videoconferência, sem abrir mão de entregar a melhor experiência possível para os alunos e a transformação que eles buscam. Deu tão certo que estes novos produtos já fazem parte de nosso portfólio oficial de cursos.

Com certeza, nos momentos de crise, projetos grandiosos nascem de pessoas que enxergam grandes oportunidades.

Alisson Batista, 28

Co-fundador e Diretor da Aptitude Escola de Comunicação

0 FacebookTwitterLinkedinWhatsappTelegramEmail

Todo cenário de crise gera oportunidades, e embora não sejam muitas, vi como aspectos positivos a possibilidade de repensar as estratégias profissionais, melhorando o planejamento estratégico, assim como a importância de o empresário/empreendedor ter um fluxo de caixa e reservas financeiras para suportar momentos como este que estamos vivendo.

Além de Oftalmologista Clínico, também sou Cirurgião Oftalmológico, e considerando as regras de isolamento social visando conter o avanço da COVID-19, houve redução substancial na procura por consultas, assim como pedidos de adiamento de cirurgias por parte dos pacientes, que num primeiro momento sentiram insegurança com relação ao contexto geral do que hoje chamamos de novo normal.

Vejo como principal estratégia de superação dos obstáculos existentes a solidariedade através de parcerias que visem amenizar os casos mais críticos gerados pela pandemia. Entidades como o SEBRAE tem tido papel fundamental nas orientações dos empresários, assim como os programas emergenciais do Governo Federal, permitindo a suspensão dos contratos de trabalho, das empresas privadas que vem doando recursos para investimentos no combate da pandemia.

Dr. Luís, 47 

Médico Oftalmologista | DOlhos Hospital Dia

0 FacebookTwitterLinkedinWhatsappTelegramEmail

Entre as minhas áreas de atuação está a assessoria tributária. E, com muitas empresas paralisadas, ou com suas atividades em stand by, confesso que fiquei mais na advocacia tradicional tendo queda de rendimentos e sentindo na pele os problemas trazidos pela pandemia.

Em toda e qualquer crise, seja ela pessoal, emocional, financeira, ou mundial, sempre há dois aspectos a serem considerados: um NEGATIVO e outro POSITIVO.

Considerando que existem ambos os cenários na mesma crise, posso dizer sem medo de errar que a questão negativa vem do fato das perdas humanas, recessão, altas de preços… o meu conselho é simples: aproveitem a situação para agregar valores. Não valores monetários, mas sim cultura e conhecimento técnico-profissional. Aprendam algo que irá trazer um diferencial, junte a isso conhecimento pessoal no campo emocional. Em primeiro momento parece ser uma questões desconexa, mas se tem uma coisa que essa pandemia nos ensinou foi que o profissional que tem também controle emocional irá fazer diferença e permanecerá firme no mercado.

Quanto ao cenário positivo, acredito que seja consequência do que você fará com o negativo. Se você se acomodar e continuar a fazer as mesmas coisas, ou ficar em casa se lamentando, ou nas redes sociais criticando a política, etc… óbvio que a parte negativa irá se sobrepor e o indivíduo será mais um que irá sucumbir com essa crise. Contudo, se usar a criatividade, a sua capacidade de superação, e repito, não deixando de lado a evolução e a concretização do seu emocional, certamente quando a crise passar, o empresário, o prestador de serviço e até mesmo aquele que ficou desempregado, emergirá com força total e o sucesso será garantido.

Dr. Mateus Pantaleão de Souza, 45 

Advogado – Advocacia Pantaleão de Souza

1 FacebookTwitterLinkedinWhatsappTelegramEmail